Custom Menu

Latest From Our Blog

I Like This | Viena de Áustria: o lado gourmand da cidade-imperatriz
21158
post-template-default,single,single-post,postid-21158,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

Viena de Áustria: o lado gourmand da cidade-imperatriz

Viena de Áustria: o lado gourmand da cidade-imperatriz

Susana Wichels, autora do blogue de viagens Avenida Chique, é a guia turística num passeio gastronómico pela capital da Áustria. Nesta viagem Susana relata a sua experiência em Viena, revela quais as especialidades e pratos típicos que mais apreciou e aconselha vários restaurantes e cafés que não pode perder se está de visita à capital austríaca.

Viena. Há uma aura especial presa nos edifícios, nas flores dos parques, nos contornos curvilíneos das estátuas de mármore, ou na aspereza das fachadas com centenas de anos de história. É difícil encontrar uma capital onde os palácios estejam tão bem conservados, fazendo-nos acreditar, por momentos, que nos transladámos à época da eterna Imperatriz Sissi.

Se a gastronomia também é cultura, em Viena as diversas especialidades doces e salgadas fazem desta cidade o paraíso do bom gourmand. Provavelmente já ouviu falar da Tarte Sacher, uma especialidade de chocolate com recheio de doce de alperce que pode ser degustada no café do Hotel Sacher, perto da Ópera. Não deixe de experimentar o Apfelstrudel, o folhado de maçã com canela no Café Landtman. Outro prato interessante é o Kaiserschmarrn, uma espécie de panqueca desfeita e servida com puré de maçã e compota de ameixa, a favorita do imperador Kaiser Franz-Joseph I.

Os escalopes panados Wiener Schnitzel são servidos na maioria dos bons cafés e restaurantes da cidade, mas um dos lugares mais famosos para degustar o verdadeiro Schnitzel é o centenário restaurante Figlmüller. Outro prato muito tradicional da cozinha vienesa é o bife de boi estufado em caldo, o Tafelspitz. O lugar para disfrutar desta receita é no restaurante de Mario Plachutta, onde se servem cerca de 500 doses de Tafelspitz por dia com todo o rigor.

Representante do futuro da cozinha vienesa, recomenda-se uma visita ao restaurante Steirereck, do Chef Heinz Reitbauer, galardoado com duas estrelas Michelin. Truta cozinhada em cera quente de abelhas, minimalismo decorativo, respeito pelo produto local e recuperação de espécies endémicas esquecidas são algumas das razões que o
tornam num dos melhores restaurantes do mundo. Para uma viagem ao passado recomendo um salto ao Naschmarkt, o mercado do petisco, com mais de duzentos anos de história e lugar de paragem obrigatório para todos os que apreciam o contacto com a vida local.

Susana Wichels
www.avenida-chique.com

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.