Custom Menu

Latest From Our Blog

Ilikethis | Viajar de Chaves a Faro pela estrada nacional mais extensa do país
20126
post-template-default,single,single-post,postid-20126,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

Viajar de Chaves a Faro pela estrada nacional mais extensa do país

Viajar de Chaves a Faro pela estrada nacional mais extensa do país

São 739,260 quilómetros desde Chaves a Faro, passando por Vila Real, Santa Marta de Penaguião, Peso da Régua, Tondela, Pedrógão Grande, Sardoal, Coruche, São Brás de Alportel e muito mais municípios ao longo do interior do país. A Estrada Nacional 2 é um percurso icónico de Portugal que se confunde com a sua história, uma vez que muitos segmentos já eram as estradas reais que atravessavam a Lusitânia. Esta estrada histórica é o ponto de partida para a criação de uma nova rota turística.

A rota inédita, pioneira e transregional atravessa 32 municípios desde as paisagens das vinhas do Douro até às praias algarvias, com paragens nas planícies alentejanas. Pelas suas características, a EN2 é muitas vezes comparada à Ruta 40, na Argentina, e à Route 66, nos EUA, posicionando-se como a terceira mais extensa do mundo com esta tipologia. A EN2 foi oficialmente inaugurada em 1945 e percorrê-la permite a qualquer viajante conhecer a heterogeneidade do país e viver experiências diversas, seja de carro, de mota ou de bicicleta.

Com vista ao desenvolvimento oficial da rota, foi criada a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, no passado dia 5 de novembro, um ano após a assinatura do protocolo de intenções no qual vários municípios manifestaram o interesse em aderir ao maior projeto turístico de Portugal. Esta entidade tem como principal objetivo a “criação de riqueza e a valorização dos territórios que a Estrada Nacional atravessa, através do desenvolvimento turístico, promoção económica e cultural dos municípios”. Dias depois da criação da As
sociação, 24 dos municípios aderentes à entidade colocaram um pendão exibindo o logótipo da mesma, uma ação que marcou o início de uma nova era para a estrada mais extensa de Portugal.

O projeto, que está a dar os seus primeiros passos, terá como principais iniciativas a criação de roteiros turísticos gastronómicos, vinícolas e religiosos, a identificação e sinalética e o desenvolvimento de atividades integradas dos 31 concelhos que compõem a Associação. Ao nível da identificação e sinalética, pretende-se que todo o percurso seja marcado e identificado. “A EN2 está marcada de cem em cem metros, com marcos lindíssimos que hoje já não se fazem, e que nós queremos classificar como Património Imaterial”, revela a Associação. Um dos projetos a ser desenvolvido é a recuperação das Casas do Cantoneiro que estão ao longo da EN2 e que são típicas da região onde se encontram. A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em Vila Real, é um dos parceiros deste projeto, com vista à criação de uma aplicação onde estará agregada a informação sobre a EN2, descarregavel em Iphones e smartphones

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.