Custom Menu

Latest From Our Blog

I Like This | Relações comerciais entre Portugal e a Argentina
21363
post-template-default,single,single-post,postid-21363,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive
Cooperação

Relações comerciais entre Portugal e a Argentina

Relações comerciais entre Portugal e a Argentina

Na edição 20 apresentamos-lhe as relações económicas entre Portugal e a Argentina, numa cooperação que tem verificado um crescimento progressivo e consolidado em diversas áreas. A Martifer é uma das empresas que tem contribuído para este estreitamento.

 

 

 

Martifer aposta em energia renovável na Argentina

A Martifer Renewables, uma das áreas de negócio da empresa portuguesa Martifer, garantiu recentemente um projeto fotovoltaico (PV) na província de San Juan, na Argentina, no âmbito do programa RenovAr 2. O Guañizuil II, projetado pela Martifer Renewables, será um parque fotovoltaico onde se prevê que sejam gerados 470 mil MW por ano e criados 300 empregos.

O RenovAr é uma iniciativa criada pelo Ministério de Energia e Mineração da Argentina com o objetivo de fomentar projetos de energias renováveis de grande tamanho. A segunda fase do programa decorreu no final de novembro de 2017, tendo sido atribuídos 66 contratos a projetos de energia eólica, solar, biomassa, biogás, biogás de aterro e a pequenas centrais hidroelétricas.

A Martifer Renewables atua no ramo das energias renováveis, principalmente no desenvolvimento de parques eólicos e solares fotovoltaicos. A estratégia da Martifer Renewables assenta na utilização de capitais no desenvolvimento e construção de projetos, tendo implementado uma política de rotação de ativos em processo de desenvolvimento, gestão da construção, gestão de ativos e operação e manutenção. Nesta área de negócio a empresa portuguesa está presente em cinco países da Península Ibérica, Europa Central e América Latina, detendo (na totalidade ou em parceria) um portefólio de mais de 250 MW em operação e 1000 MW em construção.

 

 

 

 

Sem comentários

Leave a Comment