Custom Menu

Latest From Our Blog

Ilikethis | Património Natural da UNESCO no México
20587
post-template-default,single,single-post,postid-20587,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

Património Natural da UNESCO no México

Património Natural da UNESCO no México

O México é o país da América Latina com mais reconhecimentos internacionais por parte da UNESCO, totalizando 34 sítios já distinguidos, dos quais 27 são culturais, seis são naturais e um é misto, ou seja, corresponde de maneira parcial ou total à definição de património cultural e natural.

Foto 1 (da autoria de Martha xucunostli) – Sian Ka’an
A Reserva da Biosfera de Sian Ka’an localiza-se no estado de Iucatão e é Património da Humanidade desde 1987, fruto da biodiversidade única e fascinante. Em Maia, Sian Ka’an significa “origem do céu” ou “presente do céu”. Esta reserva é composta por uma zona terrestre e uma zona marinha no Mar das Caraíbas, incluindo uma secção de um recife de coral, sendo a maior área protegida da costa caribenha mexicana. Em Sian Ka’an estão 23 sítios arqueológicos maias com relíquias com mais de 2300 anos, incluindo Muyil, um dos primeiros locais habitados por esta civilização.

Foto 2 (da autoria de José Eugenio Gómez Rodríguez) – Santuário de Baleias de El Vizcaíno

Próximo da Baía Sebastian Vizcaíno localiza-se a maior reserva natural da América Latina, que inclui Guerrero Negro, as Lagoas de Ojo de Liebre e San Ignácio. Estas lagoas são o habitat das baleias cinzenta e azul, sendo que este local foi distinguido pela UNESCO em 1993. É nesta zona que as baleias cinzentas, os leões marinhos da Califórnia, os elefantes-marinhos-do-norte e as baleias azuis levam a cabo a reprodução, sendo também lugar para o descanso de inverno das aves migratórias. As lagoas são também o lar de quatro espécies de tartarugas marinhas em risco de extinção.

Foto 3 (da autoria de Francesco Bandarin UNESCO) – Ilhas e Áreas Protegidas do Golfo da Califórnia

Com 244 ilhas, ilhéus e áreas costeiras, este sítio, no estado de Baja Califórnia, é um laboratório natural para o estudo das espécies e para o conhecimento dos processos de evolução dos oceanos e costas. Distinguida pela UNESCO em 2005, alberga mais de 695 espécies botânicas e 39 por cento do total mundial de mamíferos marinhos, assim como 33 por cento dos cetáceos. Há ainda registos de mais de 890 espécies de peixes. A vaquita ou boto do golfo só pode ser avistada nesta região, sendo um dos quatro mamíferos mais raros do mundo.

Foto 4 – Reserva da Biosfera da borboleta-monarca

Nas terras altas do México central, esta Reserva da Biosfera foi criada com o intuito  de proteger o habitat de inverno e de reprodução da borboleta-monarca. A reserva tem cerca de 56000 hectares, dos quais 13000 constituem os três núcleos principais e os restantes correspondem a zonas tampão. Paralelamente, é uma área importante de captação das chuvas que alimentam os corpos de água que abastecem Toluca e a Cidade do México. No outono, milhares de borboletas-monarca da América do Norte retornam a este local. O modo como regressam todos os ano permanece um mistério.

Foto 5 (da autoria de Cbojorquez75) – Reserva da Biosfera El Picanate e Grande Deserto de Altar

Esta Reserva da Biosfera, considerada Património da Humanidade desde 2013, totaliza uma área de 7146 quilómetros quadrados no estado de Sonora, no noroeste do México. Criada em junho de 1993, integra também um sistema vulcânico conhecido como Santa Clara, sendo este o principal elemento identificativo da paisagem, incluindo os três picos: Picanate, Carnegie e Medio. Já foram identificadas nesta reserva mais de 540 espécies de plantas, 40 espécies de mamíferos, 200 de aves, 40 répteis e tantas outras de anfíbios e peixes de água doce.

Foto 6 – Arquipélago de Revillagigedo

Distinguido desde 2016, este arquipélago é composto por quatro ilhas vulcânicas localizadas no oceano Pacífico, no estado de Colima: San Benedicto, Socorro, Roca Partida e Clarión. Estas ilhas constituem-se como um sistema de grande valor ecológico, numa área de 157,81 quilómetros quadrados. Na ilha Socorro existe uma estação naval com 250 pessoas e na ilha Clarión há uma pequena guarnição naval com apenas nove pessoas. As restantes ilhas são desabitadas. O arquipélago de Revillagigedo é o habitat de várias espécies e particularmente de espécies marinhas, como baleias, golfinhos, tubarões e raias.

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.