Custom Menu

Latest From Our Blog

I Like This | O legado viking numa cidade comercial
21545
post-template-default,single,single-post,postid-21545,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

O legado viking numa cidade comercial

O legado viking numa cidade comercial

Com cerca de 50 mil habitantes, segundo dados de 2016, Roskilde é uma importante cidade dinamarquesa no que se refere às trocas comerciais e à memória de uma história indissociável dos nórdicos, o povo viking.

Localizada na ilha de Zelândia, com uma área de 80,76 quilómetros quadrados, Roskilde tem uma longa história, datando da era viking pré-cristã. Roskilde terá sido fundada em 980 por Haroldo I da Dinamarca. Sendo uma das cidades mais antigas da Dinamarca, em 1020 foi elevada a bispado. Durante cerca de 500 anos esta foi a capital do país, até 1443, altura em que Copenhaga se tornou capital. Num terreno elevado acima do porto, Haroldo I mandou construir uma igreja de madeira consagrada a Santíssima Trindade e uma residência real. Haroldo, também conhecido por Haroldo Dente- Azul, foi enterrado na igreja de madeira que tinha construído. Em 1170 foi edificada uma igreja de tijolo no sítio da de madeira, que é atualmente o local da Catedral de Roskilde. A Catedral gótica de Roskilde ficou concluída em 1275 e abriga 39 túmulos de monarcas dinamarqueses, tendo sido classificada pela UNESCO como Património da Humanidade em 1995.

Foi o desenvolvimento da rede ferroviária que permitiu o crescimento desta cidade dinamarquesa, que rapidamente se tornou um centro de tráfego com Copenhaga. Em 1800 Roskilde tinha importantes indústrias de tabaco, mecânica, fundição e destilados.

Em 1997 arqueólogos encontraram restos de navios vikings em Isefjord, sendo que o mais antigo datava de 1030. Os vestígios do passado viking desta cidade estão hoje em dia reunidos no Museu do Navio Viking. As peças centrais da sua coleção são os restos de cinco navios vikings do século XI que terão sido afundados para bloquear um canal de navegação, protegendo desta forma a cidade de ataques marítimos. O estaleiro incluído no museu protege a tradição de construção de barcos viking.

O Museu do Navio Viking e a Catedral de Roskilde são os dois principais motivos de interesse da cidade, atraindo mais de 100 mil visitantes por ano. Além disso, Roskilde é também popular pelo festival de música rock que ali acontece desde 1971. Este é um dos maiores festivais de música da Escandinávia, com uma participação de cerca de 80 mil pessoas.

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.