Custom Menu

Latest From Our Blog

Ilikethis | “O Bom Jesus do Monte impressiona qualquer visitante”
20117
post-template-default,single,single-post,postid-20117,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

“O Bom Jesus do Monte impressiona qualquer visitante”

“O Bom Jesus do Monte impressiona qualquer visitante”

 

Qual a importância da integração do Santuário do Bom Jesus na lista de Património da Humanidade?

O Bom Jesus do Monte é, sem dúvida, um património de valor incalculável, quer seja pela riqueza patrimonial, pela vertente cultural, religiosa, mas também pela parte natural e paisagística. Perante a importância que este património tem, a Confraria do Bom Jesus lançou-se numa aventura herculana de recuperação da instância segundo as normas internacionais. A consciência da riqueza do Bom Jesus do Monte nas suas diversas vertentes levou-nos a pensar que seria importante fazer uma candidatura a Património da Humanidade, pelo valor que encerra e pelo significado que tem para a região e para o país. A candidatura está atualmente a seguir o seu processo normal e, tanto quanto sabemos, tem perspetivas de sucesso. A preocupação essencial primária passou pela recuperação do Bom Jesus e assumimos que o reconhecimento por parte da UNESCO seria a confirmação do trabalho do passado e do que tem sido feito mais recentemente.

Qual ao trabalho que tem sido desenvolvido para recuperar o espaço do Bom Jesus?

O Bom Jesus integra a parte material religiosa, que é constituída pelo santuário, por 19 capelas e um escadório. A recuperação destes espaços está praticamente concluída, sendo que faltam apenas seis capelas. Existem ainda quatro hotéis e um espaço de eventos, que também foram recuperados no sentido de garantir que estão ao serviço da instância. Atualmente falta recuperar a parte florestal. O valor do espaço verde do Bom Jesus é incalculável e tem uma importância fundamental para a cidade de Braga, mas que necessita de trabalho ao nível da extração e substituição de algumas espécies arbóreas e da manutenção da qualidade florestal. A conclusão da recuperação do Bom Jesus será mais um ponto a favor para a distinção pela UNESCO.

Quais as características únicas do Bom Jesus do Monte?

Na vertente religiosa, o Bom Jesus do Monte tem um significado muito denso, desde o pórtico até ao Terreiro dos Evangelistas. Este é um percurso com muito significado. A vertente religiosa é, sem dúvida, muito importante neste espaço. Alicerçada na religiosidade está a vertente artística. As 19 capelas são de uma beleza única, repletas de imagens antigas em madeira. O Bom Jesus distingue-se também pela harmonia arquitetónica do escadório e do Santuário, com um grafismo imponente que impressiona qualquer visitante para além das suas convicções religiosas. Há ainda que destacar a zona florestal, muito aproveitada para descanso, convívio e prática desportiva.

De que forma têm garantido a sustentabilidade económica?

No passado era essencialmente à base da generosidade da população e de benfeitores. Foram muitos os benfeitores, essencialmente portugueses erradicados no Brasil, que contribuíram para que o Bom Jesus fosse preservado. Atualmente a situação é mais complexa, mas temos conseguido manter a sustentabilidade. Recentemente implementamos uma medida no sentido de requerer um euro por cada carro quem entra no recinto do Bom Jesus do Monte, permitindonos ter a mata bem preservada e os espaços limpos. Esta medida visa reconhecer que um bem que é público é também preservado pelo público e está disponível a todos com a melhor qualidade.

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.