Custom Menu

Latest From Our Blog

I Like This | Igreja Ortodoxa Russa, defensora dos cristãos perseguidos
22004
post-template-default,single,single-post,postid-22004,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

Igreja Ortodoxa Russa, defensora dos cristãos perseguidos

Igreja Ortodoxa Russa, defensora dos cristãos perseguidos

A história Cristã na região da Grande Rússia, originalmente começou ainda no período apostólico, quando Santo André chegou à cidade de Kiev (Ucrânia) e profetizou a construção de uma cidade cristã e, ainda, onde construiu uma cruz que hoje é a Igreja de Santo André. A Igreja Ortodoxa Russa é autocéfala, autónoma desde 1448, e patriarcal desde 15889. A sua principal missão sempre foi a de ajudar os cristãos perseguidos.

Mais concretamente na década de 860 que a cristianização na região Russa se iniciou. Nesta data, a guerra Rus-Bizantina pôs Caganato de Rus (Cidade-Estado) em contacto com o Império Bizantino, que viu a sua vitória como intercessão da própria Teótoco (Virgem Maria). Na mesma altura, São Cirilo e Metódio traduziram a Bíblia para eslavo eclesiástico, o que facilitou a conversão destes povos. No Século X já havia uma comunidade cristã, composta pela nobreza local.

Igrejas Ortodoxas de tradição bizantina caracterizam-se pelo facto de terem reconhecido, como a Igreja Católica Romana,os sete Concílios Ecuménicos. Já as Igrejas  “Orientais”, reconhecem somente os três primeiros Concílios Ecuménicos.

Leia a reportagem completa na compra da 25ª edição da I Like This.

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.