Custom Menu

Latest From Our Blog

I Like This | Em Eisriesenwelt, pela terra dos gigantes de gelo
21140
post-template-default,single,single-post,postid-21140,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

Em Eisriesenwelt, pela terra dos gigantes de gelo

Em Eisriesenwelt, pela terra dos gigantes de gelo

Imagine entrar numa caverna de gelo com cerca de um quilómetro. Na Áustria, existe a Terra dos Gigantes de Gelo e Eisriesenwelt é, sem dúvida, um local a não perder. Todos os anos são mais de 200 mil as pessoas que escolhem visitar um dos 42 quilómetros desta caverna austríaca alpina e que podem descobrir um verdadeiro espetáculo natural.

Em alemão, Eisriesenwelt tem um significado simples – “Terra dos Gigantes de Gelo” – e esta caverna é isso mesmo. A maior formação de cavernas de gelo do mundo localiza-se em Werfen, no estado de Salzburgo. Eisriesenwelt tem aproximadamente 42 quilómetros, mas apenas um está aberto aos visitantes, que anualmente são cerca de 200 mil.

No alto dos Alpes austríacos a caverna foi criada pelas águas do rio Salzach, que passava por dentro da montanha ao longo de mais de 100 milhões de anos, escavando com a água e provocando rachaduras, fendas e dando origem a pequenos lagos. Em 1879 a caverna foi descoberta pelo cientista Anton Posselt e acabou por se tornar uma atração
turística em 1920 quando foi criada uma rota pela montanha para os exploradores. Eisriesenwelt apenas pode ser explorada por guias autorizados, que explicam ao longo do passeio as diferentes formações e contam a história geológica da gruta e o seu processo de descobrimento. O acesso a Eisriesenwelt é feito em três etapas: primeiro é necessário fazer uma caminhada de cerca de 20 minutos desde o estacionamento até ao teleférico que, posteriormente, encaminha os visitantes até ao topo da montanha a 1574 metros acima do nível do mar, num percurso de três minutos; por fim, depois de uma nova caminhada de 20 minutos numa estrada encrustada nas rochas é possível chegar à entrada da caverna. A entrada é imponente e é visível a longa distância face aos seus 20 metros de largura e 18 de altura, localizada a 1000 metros de altitude. A aparência do interior da caverna varia consoante as estações do ano, mediante os processos de derretimento, sendo que a temperatura média no verão é de 0ºC. Como a caverna não é iluminada, cada visitante recebe uma lanterna com lâmpadas de magnésio que geram pouco calor e não causam dano à temperatura local. Durante o percurso é possível ver formações de gelo como o Órgão de Gelo, o Castelo de Hymir e o Palácio de Gelo, um salão com 400 metros de profundidade com um paredão de gelo de 25 metros.

A caverna pode ser visitada de maio a outubro e o custo da visita completa para um adulto é de 25 euros.

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.