Custom Menu

Latest From Our Blog

Ilikethis | Cátedra UNESCO em “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis” da UTAD
20756
post-template-default,single,single-post,postid-20756,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

Cátedra UNESCO em “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis” da UTAD

Cátedra UNESCO em “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis” da UTAD

Em 2016 a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) viu aprovada pela UNESCO a Cátedra em “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis”, uma oferta educativa que aposta na mobilidade e na investigação prática aplicada aos territórios e que visa a capacitação avançada, ao nível dos mestrados e dos doutoramentos, de estudantes que possam vir estudar e investigar territórios. Na edição 17 reunimos um conjunto de artigos de opinião sobre a importância desta Cátedra:

Artur Abreu Sá, coordenador da Cátedra UNESCO em “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis”:
O coordenador da Cátedra analisa a evolução do conceito de geoparque, o contexto de criação da Cátedra UNESCO e a sua importância para o estudo e investigação dos territórios

Artur Cristóvão, Vice-Reitor para o Planeamento e Internacionalização:
Artur Cristovão explica a importância da Cátedra UNESCO em “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis” como ferramenta para o desenvolvimento sustentável, em particular nos Geoparques Mundiais da UNESCO.

Ronaldo Gabriel, Professor Associado do Departamento de Desporto, Exercício e Saúde da UTAD e investigador no Centro de Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas da UTAD:
O professor explica a relação entre a Cátedra UNESCO de “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis” e os estilos de vida saudáveis em espaços naturais, chamando a atenção para os benefícios para a saúde e bem-estar da interação com o meio natural.

Emmaline Montserrat Rosado González, Estudante de Doutoramento sob os auspícios da Cátedra UNESCO em “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis”, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Membro do Comité Científico do Mixteca Alta Geoparque Mundial da UNESCO e Bolseira da Fundação Manuel António da Mota:
A estudante de nacionalidade mexicana explica a importância desta cátedra, que se foca essencialmente na América Latina e Caribe e em África, e revela as suas expectativas com a conclusão do doutoramento.

Rui Pedroto, Presidente da Comissão Executiva da Fundação Manuel António da Mota:
Rui Pedroto explica a ligação do Grupo Mota-Engil e da fundação com a América Latina e o apoio concedido a um programa de doutoramento de uma estudante mexicana no contexto da Cátedra UNESCO em “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentável e Estilos de Vida Saudáveis”.

Helena Teles, chefe da Estrutura Sub-regional de Vila Real do Gabinete Técnico Missão Douro da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte:
Helena Teles realça a importância da Cátedra UNESCO no contexto da região do Alto Douro Vinhateiro, como um elemento de aproximação ao território e respetivos agentes, potenciando o seu desenvolvimento sustentável e revela ainda os objetivos associados à Universidade Internacional de Verão.

António Fontaínhas Fernandes, Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro:
O reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) reflete sobre a importância da atribuição de uma Cátedra UNESCO a esta instituição de ensino no contexto da região do Douro, a região vitivinícola demarcada mais antiga do mundo, classificada pela UNESCO como Património Mundial.

Leia a reportagem sobre a Cátedra UNESCO na UTAD através do download da 17ª edição em www.micas.pt

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.