Custom Menu

Latest From Our Blog

I Like This | Bodh Gaya, o local da iluminação de Gautama
21716
post-template-default,single,single-post,postid-21716,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

Bodh Gaya, o local da iluminação de Gautama

Bodh Gaya, o local da iluminação de Gautama

No estado indiano de Bihar localiza-se o local mais sagrado do Budismo. Aqui, em Bodh Gaya, o fundador da religião, Siddhartha Gautama, encontrou a iluminação e criou a doutrina. Em terra de templos e oração, o Templo Mahabodhi, classificado como Património da Humanidade pela UNESCO, e a Árvore Bodhi são locais marcantes do chamado Ratnachakarma, o Caminho Precioso.

De acordo com a tradição budista, cerca de 500 a.C., o príncipe Siddhartha Gautama chegou à margem do rio Falgu, próximo da cidade de Gaya. Na altura um monge peregrino, Gautama ali se sentou em meditação sob uma figueira (Ficus religiosa). Depois de três dias em meditação ininterrupta, Siddharta alcançou a iluminação. Então passou as sete semanas seguintes em vários pontos, meditando e avaliando a sua experiência. A primeira semana passou debaixo da árvore. Na segunda permaneceu de pé a contemplar ininterruptamente a figueira, no local conhecido como Stupa Animeshlocha (Santuário da Vigília). A leste do templo, onde atualmente existe uma estátua com o Buda a olhar fixamente a figueira, passou a semana seguinte. Depois caminhou entre a árvore e a Stupa Animeshlocha e em cada pegada teria nascido uma flor de lótus. O percurso é conhecido por Ratnachakarma, que significa Caminho Precioso. O local da iluminação ficou conhecido por Bodh Gaya, o dia da iluminação como Buddha Purnima e a árvore como Árvore Boddhi. A área foi o coração da civilização budista durante vários séculos até ter sido conquistada pelo exército turco.

A importância desde local para o Budismo transformou Bodh Gaya ou Bodhgaya numa cidade de extrema importância. Localizada no distrito de Gaya, no estado de Bihar, a cidade tem pouco mais de 45 mil habitantes e que se localiza a 96 quilómetros de Patna, a capital do estado. Este é um local de peregrinação, mas também de visita obrigatória para quem passa pela cidade.

Em junho de 2002 o Complexo do Templo Mahabodhi de Bodh Gaya foi considerado Património da Humanidade pela UNESCO. Aqui encontra-se a Árvore Bodhi, o Santuário da Vigília e o Bodhimanda Vihara, além do Templo Mahabodhi (Templo do Grande Despertar). O Templo Mahbodhi é construído em tijolos, sendo uma das mais antigas estruturas deste tipo na Índia. A torre central tem 55 metros de altura e é rodeada por quatro torreões menores com o mesmo estilo. O templo é rodeado de dois tipos de balaustradas de pedra nos quadros lados. Um deles, de arenito, é o mais antigo, sendo datado de 150 a.C. O outro, com imagens de deus hindus como Lakshmi e Surya, é de granito rústico.

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.