Custom Menu

Latest From Our Blog

Ilikethis | África do Sul, algumas razões para te voltar a descobrir!
20902
post-template-default,single,single-post,postid-20902,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

África do Sul, algumas razões para te voltar a descobrir!

África do Sul, algumas razões para te voltar a descobrir!

Com a certeza de que muito ficou por descobrir e completamente apaixonada pelo país. Foi assim que Catarina Duarte, responsável pelo blog Insensatez, se sentiu depois da sua viagem à África do Sul, onde teve a oportunidade de encontrar os Cinco Grandes, descobrir a beleza natural da Cidade do Cabo e mergulhar com um dos mais temidos predadores marinhos.

Realizar uma viagem à África do Sul sempre esteve nos nossos planos. Os portugueses têm muito mais de África a correr-lhes pelas veias do que imaginam e isso é sempre notório quando pousamos os nossos pés neste continente. Há qualquer coisa, no cheiro que paira no ar, na terra vermelha que nos suja as pernas, que nos faz sentir em casa.

Começámos a nossa aventura pelo Parque Nacional Kruger com o propósito de apreciar as suas paisagens, mas também (e, talvez, principalmente) de descobrir os denominados Cinco Grandes: elefantes, búfalos, leões, leopardos e rinocerontes. Tivemos a sorte quase completa: conseguimos ver todos menos os leopardos que, segundo nos apercebemos, são os mais difíceis de apanhar.

Resolvemos, então, aproveitar o embalo e demos uma volta pela zona perto do Parque Nacional Kruger e ficámos deslumbrados com a beleza natural que este país tem para nos oferecer: as paisagens são, verdadeiramente, esmagadoras.

Imperdível é também o Blyde River Canyon e a sua vista pelo God’s Window. Lembro-me que li, na altura, que nada nos prepara para o que vamos encontrar: e é mesmo verdade! Nada do que é escrito traduz o sentimento de grandeza perante uma imagem daquelas.

De seguida, seguimos para a Cidade do Cabo. Já nos tinham dito maravilhas desta cidade, mas, mais uma vez, não estávamos preparados. A Cidade do Cabo é uma cidade cosmopolita, é certo, com excelentes restaurantes e bares cheios de estilo, é verdade, mas, como digo sempre, surpreende-nos por ser dos poucos locais do mundo onde a beleza natural se sobrepõe ao cimento dos prédios: Table Mountain deita-se sobre a cidade sem a esmagar e cria em nós a certeza de que a natureza e a cidade podem, de facto, coexistir em harmonia.

Importante – muito importante mesmo – é visitar o Cabo da Boa Esperança e sentir, pela espuma que dança no mar, a recordação clara do papel dos portugueses ao dobrar este famoso Cabo.

Aproveitámos o facto de estarmos na Cidade do Cabo e fomos visitar algumas das vinhas mais conhecidas da zona e trazer, claro, algumas garrafas como recordação que, agora, acompanham as nossas refeições em Lisboa: um gosto africano em cada garfada de comida portuguesa – uma junção perfeita!

É impossível não recomendar, para os mais destemidos, o mergulho com o Grande Tubarão Branco, um dos mais temíveis predadores dos mares. Uma atividade destinada apenas aos mais aventureiros.

Os nossos corações batem sempre mais forte quando o tema são viagens, mas esta, bom, esta vai ficar para sempre guardada no compartimento destinado aos grandes amores. Iremos, de certeza, voltar: ainda tanto ficou por descobrir!

Catarina Duarte
www.insensatez.blogs.sapo.pt

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.